Uma nova trilha com inúmeras passagens se abre, plural como o mundo, um grande novelo em eterno tecer. Convidamos você a pegar uma ponta e trançar suas descobertas conosco em conjunto com conhecimentos produzidos por artistas africanos, indígenas e afro-brasileiros em uma variedade de materiais conectados, que buscam incentivar um sentirpensar. Sentir em conjunto com a terra, um fluir entre mente e coração, pensando a partir de nossos locais geopolíticos específicos para uma compreensão crítica e sensível sobre os universos que constituímos, além fronteiras.

Tecendo sensibilidades é um projeto que nos convida a conhecer, sentir, pensar, ser e transformar. Costurando uma colcha de artes múltiplas e diversas, onde as/os artistas e suas obras certamente nos afetarão, em todas as dimensões do afeto. Prezando pela intertextualidade das linguagens artísticas, convidamos todes a mergulhar na profundidade, na densidade e na fecundidade da vida e da história manifesta na arte. Como nos diz o compositor, cantor, instrumentista, poeta, pesquisador e professor afro-brasileiro Tiganá Santana: Imagem não é o visível, imagem é o que se sente, o que se pode sentir. Frequências.

ACESSE A PRIMEIRA PUBLICAÇÃO SOBRE O ARTISTA JAIDER ESBELL!

ACESSE A PRIMEIRA PUBLICAÇÃO SOBRE O ARTISTA FRIDA ORUPABO!

ACESSE A PRIMEIRA PUBLICAÇÃO SOBRE O ARTISTA DIEGO MOURO!


ESCOBAR, Arturo. Sentipensar con la tierra. Nuevas lecturas sobre desarrollo, territorio y diferencia. Medellín: Ediciones UNAULA, v. 4, 2014.

Instagram Tiganá Santana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s